domingo, dezembro 04, 2011

Política

Eu não tenho o costume de trazer postagens políticas, isso é um fato. Se tem algo que não me interessa, é o nível macro das relações humanas. Elas acontecem numa esfera tão distante do que eu consigo entender que, pra mim, é melhor simplesmente ignorar. Suas ondas e reverberações vão me atingir de qualquer forma. E atingiram a ponto de formular esse post, nascido de uma postagem em que duas imagens eram comparadas, uma de policiais norte-americanos jogando spray de pimenta em pessoas amarradas e outra de um policial sendo atirado com arminhas de água e rindo em meio a algum evento canadense. Óbvio, situações e contextos completamente diferentes. Seja qual for, qual o sentido de amarrar alguém e depois usar spray de pimenta? É pra mostrar que pode?


O grito tem, para mim, uma significação toda especial. Ele lembra a vida na especialização, sobre a qual já falei da turma que conheci. Durante as aulas de desenho, eu me colocava a desenhá-lo de todas as formas que conseguisse, muito mais como alternativa à minha alegada falta de habilidade do que por efetivamente querer ser engraçadinho.  Como eu disse antes, o macro reverbera no micro e aí passa a exercer poder sobre nós. Ou a exigir que exerçamos poder sobre ele. Sei que não posso fazer nada contra um policial que joga spray de pimenta em um manifestante amarrado. Também sei que posso não repetir o gesto, mesmo que metaforicamente.

Um comentário:

maria disse...

Esse grito ainda vai continuar te mostrando muita coisa!!! heheeh BJ grande, querido!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...