quinta-feira, janeiro 12, 2012

Eu sou um turista

Há três semanas, eu moro nos Estados Unidos. Sou um acadêmico convidado pela Ohio State University para pesquisar aqui e estabelecer relações internacionais. Sou, também, um alien para a instituição, ou ao menos foi assim que eles me classificaram oficialmente. Não que eles precisassem de qualquer coisa para fazer com que eu me sentisse ainda menos pertencendo a esse espaço. Sou um turista cujo domínio da linguagem não é suficiente para que eu seja percebido como igual. Se no Brasil essa mesma característica usualmente eleva os visitantes, salvo se forem do mesmo continente, aqui ela nos deprecia. Eu, brasileiro, preciso que falem comigo devagar, que dediquem a se fazer entender e, principalmente, a decifrarem o que eu estou falando. Necessito que tenham paciência em me ouvir de novo e de novo.

Ainda assim, eu sou um acadêmico convidado, o que me coloca numa posição de destaque e de exigência. Eu sou especial, na medida em que posso assistir a aulas e discutir com professores, mas não especial o bastante para realmente influenciar nesses acontecimentos ou ser ouvido. Não estou aqui por alguma qualidade inerente ao meu trabalho, mas sim para cumprir protocolos acadêmicos entre instituições e personalidades que estão acima de mim. Obviamente, isso não significa que não posso colher frutos dessa vivência.

Isso tudo está confuso, eu sei. Como alguém que não pertence a esse cenário, posso perceber de modos diferentes do que o faria se estivesse conformado e inserido. Essa é uma vantagem do meu ponto de vista teórico. Ainda assim, é incrivelmente frustrante ser reconhecido por uma das características que sempre considerei das menos importantes: minha nacionalidade.

Fica a questão: o que posso fazer para que esse deixe de ser um marcador a me acompanhar? Ou: o que posso fazer para que esse marcador se torne um ponto positivo, ao invés do que ele atualmente é?

Um comentário:

maria, lucia, maria lucia, lucinha, lu... disse...

Eu sempre tive a certeza que tu iria longe. Que legal!!! Um acadêmico convidado! O que tu pode fazer? Seja o Tales, que logo, logo receberás vários outros marcadores legais, além desse de ser brasileiro. Bjão e APROVEITA!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...